26 março 2015

[Primeiras Impressões] A playlist de Hayden - Michelle Falkoff



Livro: A playlist de Hayden 
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288  
Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.



Vamos à história...
A editora Novo Conceito me enviou os primeiros capítulos de A Playlist de Hayden, que é o livro de estreia da autora Michelle Falkoff e será lançado em 6 de abril. E, por isso, eu gostaria de compartilhar com vocês minhas primeiras impressões sobre ele.
Sam e Hayden são amigos desde que Sam se mudou para Liberttyville. Eles curtem as mesmas coisas e sempre fazem tudo juntos...quer dizer, faziam. Pois ao acordar de manhã após dormir na casa de Hayden, Sam descobre que seu amigo ingeriu bebida e remédios demais e agora ele está morto.
As únicas coisas que Hayden deixa para Sam é um pen drive e um papel escrito “Para Sam. Ouça. Você vai entender”.
Enquanto escuta a playlist deixada por Hayden, Sam relembra todos os momentos que viveu com ele, todas as discussões que tiveram em relação as bandas que gostavam, músicas, mundo geek, etc. Sam também precisa encarar a volta a escola e as pessoas que até então o ignorava por completo, além do idiota do irmão mais velho de Hayden e seus amigos.
Mas novas pessoas estão para entrar na vida de Sam. Como a misteriosa Astrid, a quem Sam conheceu durante o funeral de Hayden e que também era amiga dele (mesmo Hayden nunca ter comentado nada sobre ela para Sam) e seu misterioso “amigo virtual” que tem o mesmo nome do personagem que Hayden jogava no jogo Wage Warfare, Arquimago_Ged.
O que será que levou Hayden a fazer o que ele fez? E quem será esse Arquimago_Ged que parece conhecer Sam de um jeito que somente Hayden conhecia? Tudo isso só lendo para descobrir ;)
Minhas considerações...
  Pelo o que li até agora do livro eu achei a história intrigante, os personagens bem construídos e gostei muito do fato de terem várias referências geeks.
Também curti muito a sacada do Hayden ter deixado uma playlist para o Sam, como se o Sam pudesse decifrá-lo através das músicas. Eu curti porque também sou uma pessoa que se expressa através de música e que sempre tenta encontrar “a melhor trilha sonora” que tenha a ver com o momento que estou vivendo. E tirando que na playlist tem coisa do Metallica, Radiohead, Arcade Fire, enfim, só coisa boa rs.
O tema bullying outro ponto forte na história, e não é qualquer bullying, é o bullying cometido pelo seu próprio irmão, que deveria ser aquela pessoa que deveria te proteger dos outros.
Eu não consigo nem imaginar a dor que é encontrar o seu melhor (e único) amigo morto.
Esse é o primeiro livro da autora Michelle Falkoff e apesar de ser uma autora estreante eu achei ele bem escrito e a trama bem elaborada. Além da capa que é delicada e tem tudo a ver com a história.
Resumindo: tem tudo para se tornar um sucesso. 

Trailer


Citações favoritas...
O que tem de tão legal em ser o cara bom? Ser assim nunca tinha me levado a lugar nenhum.
Muitas pessoas querem ser invisíveis. Talvez elas até pensem que podem fingir que são. Mas sempre alguém as vê.
Eu me considerava sortudo por ter feito um amigo tão bom, alguém que fez com que eu deixasse de me sentir solitário, e durante anos isso foi suficiente. Até que não era mais.
Avaliação



5 comentários:

Cíntia Arruda disse...

Parece ser bem legal...apesar de lembra os 13 porquês? Talvez seja mais interessante por ele falar através de musica... Só espero que a explicação final não seja não "media" como em os 13 pq? kkkkk

EvyBL disse...

Eu tb achei parecido com os 13 porquês? mas como não li ele não sei dizer até onde é igual e o que é diferente.

Explicações mal dadas, ou meia boca diminuem um pouco o entusiasmo com a história..tb torço pra que isso não aconteça rsrs

EvyBL disse...

Isso e o fato de que muitas vezes por mais que vc pense que conhece uma pessoa, pode ser que vc não a conheça tão bem assim.

Cíntia Arruda disse...

Né! Nunca conhecemos realmente as pessoas ....

livros com café disse...

Quero muito ler, esse livro,a premissa muito me atrai

espero não me decepcionar

♥ http://amolivroscomcafe.blogspot.com.br/2015/05/sorteio-box-nicholas-sparks.html

Postar um comentário